7 de out de 2006

Um dia sem sol



"É uma brisa leve
Que o ar um momento teve
E que passa sem ter
Quase por tudo ser.

Quem amo não existe.
Vivo indeciso e triste.
Quem quis ser já me esquece
Quem sou não me conhece.

E em meio disto o aroma
Que a brisa traz me assoma
Um momento à consciência
Como uma confidência. "

("É uma brisa leve" Fernando Pessoa)

Quero-te... Sei-te... Chamo-te...

Nenhum comentário: