29 de nov de 2006

Angel


Ás vezes avisto um anjo
de costas voltadas

no pequeno reino
onde existo.

Neste reino
corações batem
em formas de absurdo
e um olhar
nunca encontra outro.

Existe-se em paixão
por impossíveis chamas
ascendendo,
mas ascendendo para baixo.
Acasos que ardem para sempre.
Um anjo sem face em suspiro.
Tão absolutamente só.



SOMBRA DE PRATA
Música Elend- Tenebres
Filme Drácula Brian Sotker

Nenhum comentário: