25 de abr de 2012

Brumas...





























Cismo a cidade
por entre as brumas
da manhã
para ver se encontro
os teus lábios de sal
cristalizados
os teus cabelos como algas
ou os teus olhos
em ondas envolvidos

Mas só vislumbro
o sémem da via láctea ao leme
e as ondas das tuas pernas
levadas pelos clamores
do vento que grita...


João do Carmo


Nenhum comentário: