28 de jul de 2011

Pele Nua



Ouço
o som intocável
da tua voz

Vejo teu corpo
que passa por mim
como nuvem
mas não te alcanço

Cisnes negros
dançam para mim,
flutuam
em imensos lagos
de gelo e luz

São meus sonhos
que prendem-se
em suaves teias,
algemas de vidro

Amanheço
ainda com o
toque dos teus dedos
a marca dos beijos
pedras preciosas
diamantes
cravados
em minha pele nua...

Nane

Um comentário:

Cakau disse...

Vim deixar-te um beijo, amiga *