11 de jul de 2011

Flores com água




(...)Seu corpo
arderá para mim
sobre um lençol
mordido por flores
com água.

Ah! em cada mulher
existe uma morte
silenciosa;
e enquanto o dorso
imagina,
sob nossos dedos,
os bordões da melodia,
a morte sobe pelos dedos,
navega o sangue,
desfaz-se
em embriaguez
dentro do coração faminto.(...)

Herberto Helder

Nenhum comentário: