11 de mai de 2006

Sentidos




Mantenho
os olhos atentos
medindo os momentos
em brumas medievais

Danço
neste império
dos sentidos
que é o teu corpo

Perco-me
no doce
labirinto
dos teus beijos

Imprevisível
tempestade
ou brisa suave
depois de te amar...

Nenhum comentário: