13 de nov de 2006

Sob a pele

Ontem estava escuro
Em cada esquina
A escuridão me engolia faminta
Cada passo sugado
Pela luz da lua refletida
Sem vida nas poças de
Água de uma rua qualquer
Até que ouvi tuas palavras
Li
Reli
Reencontrei-me em ti
Agora todas as minhas memórias
Estão iluminadas
Tatuei
Escondi secretamente
Teu nome

Sob a pele

Nenhum comentário: