1 de mai de 2007

É um silêncio sem ti...


No instante
em que
senti
o medo
numa incisão
lenta
cortando
a pele
tua voz
imprimiu
no silêncio
a contenção
das mágoas
perdeu-se
no vácuo
solitário
sem palavras

3 comentários:

o alquimista disse...

No encanto te li...


Doce beijo

Baby disse...

O medo...esse monstro sem tamanho que nos devora e perturba o amanhã...
Lindo, o teu poema.
Beijo.

Daniel Aladiah disse...

Todos somos perdidos porque não achados... e só acontece por isso mesmo.
Um beijo
Daniel