7 de jun de 2007


"Coeur incendié

Mon sort

Est naviguer sans fin

Une mer amarante

Écarlate

Carmin"

4 comentários:

Daniel Aladiah disse...

Mais cést ton chemin... et il n'oblies pas l'amour.
Um beijo
Daniel

Nilson Barcelli disse...

Lindo poema, desta vez em francês...
Você toca piano...?
Bom final de semana.
Beijinhos.

Edgar Cabrera disse...

No plus de navigue, que c'est la etoile ici.

Precioso....

o alquimista disse...

Nasceu a luz sobre as cidades, agita-se a ilha no encontro com o dia, acorda a emoção, a suave brisa, amanhece o sonho que a vontade guia. A lonjura é a distância da viagem, a idade não cobre os rochedos, passam ventos de encantamento descobrindo mil e um segredos...


Doce beijo