25 de out de 2007

Estilhaçados versos


Estilhaçados versos
partidos em pedaços
Dos cacos
restaram apenas
um lamento
que a embriaguez devora
A cor
o som das palavras
vãs palavras
pura ilusão
Todo espaço ficou vazio
da tua voz
correnteza de sons
Nos poemas amarelados
pelo tempo
do tempo que nos afastou
como um soco
no estômago
que arde
A dor do vazio
de ser
apenas...mais um ser

Um comentário:

Baby disse...

Lindo, este teu poema, como tudo o que escreves,aliás.
"Estilhaçados versos", eu diria, estilhaçado coração...
Beijo,