19 de jul de 2008


"Despe-me
ou deixa
que eu me dispa
e depois veste-me
pouco a pouco
de carícias"


Luís Ene

2 comentários:

Daniel Aladiah disse...

Querida Eliane
Sem palavras, imagino...
Um beijo
Daniel

Dayse Sene disse...

Humm! Que emoção deliciosa. Existem sim, palavras que nos beijam mesmo, como se boca tivessem. E nos enchem de ternura.
Amei.
Um abraço carinhoso.