26 de dez de 2009

Feliz Ano Novo!















Este ano quero paz
No meu coração
Quem quiser ter um amigo
Que me dê a mão...

O tempo passa e com ele
Caminhamos todos juntos
Sem parar
Nossos passos pelo chão
Vão ficar...

Marcas do que se foi
Sonhos que vamos ter
Como todo dia nasce
Novo em cada amanhecer...

 Video= Marcas do que se foi

21 de dez de 2009

Feliz Natal e Ano Novo!




















Desejo a todos meus visitantes anônimos,
amigos e famíliares um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de saúde,
paz e felicidade.


E a ti Manuel ... para sempre meu amor e carinho.

Abraços!


Foto-Eliane
http://www.eyefetch.com/profile.aspx?user=nanyolivier

15 de dez de 2009

Flor de Tangerina

















Hoje eu sonhei que ela voltava
E vinha muito mais que linda
À meia luz me acordava
Cheirando a flor de tangerina
Eu lhe amava e mergulhava
No seu olhar de azul piscina
E docemente me afogava
Em suas águas cristalinas
Depois sonhei que ela voltava
E dessa vez bem mais que linda
À meia luz me afagava
E sua pele era tão fina
Quando acordei meu bem chegava
Não sei se ela me quer ainda
Chegar assim de madrugada
Desconfiada e meio tímida.

Música-Alceu Valença
Foto- Eliane

14 de dez de 2009
























Se essa rua
Se essa rua fosse minha
Eu mandava
Eu mandava ladrilhar
Com pedrinhas
Com pedrinhas de brilhantes
Para o meu
Para o meu amor passar

Nessa rua
Nessa rua tem um bosque
Que se chama
Que se chama solidão
Dentro dele
Dentro dele mora um anjo
Que roubou
Que roubou meu coração

8 de dez de 2009

Brasa incandescente
















Brasa
negra
azeviche e fetiche
carvão e chama
rubra
manga sanguínea
madura
incandescente
corpo, olhos, brilho, perfeição
fascínio fêmea
batuque combustão
vertigem
amor e sexo
liberdade sem nexo
raiva e paixão
áfrica
alma inspiração
delírio
exaustão
suor e chuva
tição
cinza
sopro
pó de amor
recordação


Henrique Pedro

Arte
















A arte pode salvar

uma vida que está por um fio

Pode levar para o porto

um barco à deriva...

6 de dez de 2009

Oceano Nox
















Junto do mar, que erguia gravemente
A trágica voz rouca, enquanto o vento
Passava como o vôo do pensamento
Que busca e hesita, inquieto e intermitente,
Junto do mar sentei-me tristemente,
Olhando o céu pesado e nevoento,
E interroguei, cismando, esse lamento
Que saía das coisas, vagamente...
Que inquieto desejo vos tortura,
Seres elementares, força obscura?
Em volta de que idéia gravitais?
Mas na imensa extensão, onde se esconde
O Inconsciente imortal, só me responde
Um bramido, um queixume, e nada mais...


Antero de Quental, in "Sonetos"
Foto-Eliane

5 de dez de 2009

Morena Tropicana
















Da manga rosa quero o gosto e o sumo,
melão maduro, saputi, juá,
jabuticaba, teu olhar noturno,
beijo traboso de umbucajá.

Pele macia é carne de caju,
saliva doce, doce mel, mel guruçu,
linda morena, fruta de vez temporana,
caldo de cana caiana, vem me desfrutar!

Morena tropicana, eu quero o teu sabor,


Alaceu Valença
Foto-Eliane

4 de dez de 2009















Abraçar-te
sem estar presente
amar-te
com os sentidos
todos
pulsando
não importa a distância
o amor
sente-se na pele
no corpo
na mente...

infinitamente...