15 de dez de 2009

Flor de Tangerina

















Hoje eu sonhei que ela voltava
E vinha muito mais que linda
À meia luz me acordava
Cheirando a flor de tangerina
Eu lhe amava e mergulhava
No seu olhar de azul piscina
E docemente me afogava
Em suas águas cristalinas
Depois sonhei que ela voltava
E dessa vez bem mais que linda
À meia luz me afagava
E sua pele era tão fina
Quando acordei meu bem chegava
Não sei se ela me quer ainda
Chegar assim de madrugada
Desconfiada e meio tímida.

Música-Alceu Valença
Foto- Eliane

3 comentários:

Alessandra disse...

Letra muito bela... gostei muito do seu blog estarei sempre por aqui !! ABraços!

Vieira Calado disse...

Venho desejar-lhe

uma boa Quadra Natalícia.

Cumprimentos meus.

Juan Pérez Escribano disse...

Tan precioso poema y preciosa flor tiene que pertenecer a una preciosa mujer.