12 de jan de 2010


























...tomou conta de mim!
Toda eu me sinto assim, nua
porque tardas em me fazer tua;
e o teu calor sabe a ausência e a dor...

E percorro, sem olhar, esse lugar...
e tenho medo de
reparar e ver...que não te sei
por te não reconhecer...
Só porque ousei
desnudar-me, assim, para ti, amor...

A.D

Um comentário:

Baby disse...

Belíssimo poema de Alexandre O'Neil a abrir este teu livro de comentários.
Parabéns pelo fino gosto.

"Toda eu me sinto assim, nua
porque tardas em me fazer tua;
e o teu calor sabe a ausência e a dor..."

Sentidas e lindas as palavras que nos trazes.

Beijos de amizade.