5 de abr de 2010













Ouve-me, ouve o meu silêncio.
O que falo nunca é o que falo
e sim outra coisa.

Capta essa outra coisa
e que na verdade falo
porque eu mesma não posso.

Clarice Lispector

Nenhum comentário: