23 de nov de 2010

Noites Silenciosas


Junto as letras
em tresloucada
esperança
de encontrar-te
nas entrelinhas
dos sentimentos

Penso em ti
no teu rosto secreto
no teu nome de brisa
e sal
na tempestade
que causas em mim
nas noites silenciosas

Atravesso o mar
de mistérios
da tua pele
e cravo na alma
arco-íris de cores
borboleta invisível

Serra de estrelas e de sonhos

Nenhum comentário: