30 de abr de 2012






“Se a aparência explicasse a essência, o sabor seria desnecessário.”

29 de abr de 2012












“Quando ele ligava eu ouvia aquela voz, eu sabia que aquela era a voz que minha alma precisava. Quando ele sorria desarmado, limitado e impotente, para todas as minhas dúvidas, inconstâncias e chatices, eu sabia que era daquele sorriso que minha alma precisava.”

—Tati Bernardi







Você não a amava. Você simplesmente não quer ficar sozinho. 
Ou talvez, talvez ela era boa para o seu ego. Ou talvez ela te fez se sentir melhor sobre sua vida miserável, 
mas você não a ama, porque ninguém destrói a vida da pessoa que ama. 
















Não permita que eu me apegue e faça planos, não me deixe crer no que não há verdade. Vá antes de borrar minha maquiagem, ferir minha coragem, antes que eu jogue meus instintos de sobrevivência definitivamente pela janela do prédio como se não me importassem mais sentimentos próprios. Não provoque meus medos, não confunda meu discernimento e não destrua meu equilíbrio. Apenas vá.


I will remember the kisses, our lips raw with love and how you gave me everything you had and how I offered you what was left of me and I will remember your small room the feel of you, the light in the window, your records, your books, our morning coffee, our noons our nights, our bodies spilled together sleeping, the tiny flowing currents, immediate and forever, your leg my leg, your arm my arm, your smile and the warmth of you who made me laugh again.


Charles Bukowski

Caos




"É preciso
manter
o caos
dentro
de si
para dar
à luz
uma
estrela
dançante"

(Nietzche)

28 de abr de 2012

Vertigem




Fecho os olhos
vertigem
de tanto
tanto
amar-te

Num compasso
intenso
sem rumo
sem chão

Libélula
ferida
implorando
implorando
porto abrigo
dos teus lábios
nos meus

Unidos
na imensidão
de todos os mares...



Nane

25 de abr de 2012

Brumas...





























Cismo a cidade
por entre as brumas
da manhã
para ver se encontro
os teus lábios de sal
cristalizados
os teus cabelos como algas
ou os teus olhos
em ondas envolvidos

Mas só vislumbro
o sémem da via láctea ao leme
e as ondas das tuas pernas
levadas pelos clamores
do vento que grita...


João do Carmo


21 de abr de 2012






















Eles se amam. Todo mundo sabe mas ninguém acredita. Não conseguem ficar juntos. Simples. Complexo. Quase impossivel. Ele continua vivendo sua vidinha idealizada e ela continua idealizando sua vidinha. Alguns dizem que isso jamais daria certo. Outros dizem que foram feitos um para o outro. Eles preferem não dizer nada. Preferem meias palavras e milhares de coisas não ditas. Ela quer atitudes, ele quer ela. Todas as noites ela pensa nele, e todas as manhãs ele pensa nela. E assim vão vivendo até quando a vontade de estar com o outro for maior do que os outros. Enquanto o mundo vive lá fora, dentro de cada um tem um pedaço do outro. E mesmo sorrindo por ai, cada um sabe a falta que o outro faz. Nunca mais se viram, nunca mais se tocaram e nunca mais serão os mesmos. É fácil porque os dias passam rápidos demais, é dificil porque o sentimento fica, vai ficando e permanece dentro deles. E todos os dias eles se perguntam o que fazer. E imaginam os abraços, as noites com dores nas costas esquecidas pelo primeiro sorriso do outro. E que no momento certo se reencontrem e que nada, nada seja por acaso.

Tati Bernadi