9 de set de 2005

Dor




"... E a dor,
afinal,
é o mais
individual
poema
d'amor."

António de Navarro

Nenhum comentário: