25 de jul de 2011

Poema mudo


Terror
de te amar
num sítio
tão frágil
como o mundo
Mal

de te amar
neste lugar
de imperfeição
Onde tudo
nos quebra
e emudece
Onde tudo
nos mente
e nos separa...

Sophia M. Breyner

2 comentários:

Musician disse...

Adoro os poemas dessa autora!
Boa escolha!
Um beijo*

Pete disse...

stunning post