17 de mar de 2007

Beijo do vento


Nos meus lábios
rubros do teu desejo

nascem pétalas
que o vento

vem e beija
deixando marcas

de sal na pele
a embriaguez

do toque

incendiando

meu desejo


Um comentário:

Daniel Aladiah disse...

Querida Eliane
A tua sensibilidade é um oásis num mundo que se esquece que o amor é o fim de todas as coisas.
Um beijo
Daniel